Pirâmide dos acidentes (ou Pirâmide de Bird) e Cultura de Segurança

Pirâmide dos acidentes (ou Pirâmide de Bird) e Cultura de Segurança

O potencial de informação que perdemos ao não prestar atenção à base da pirâmide.

A pirâmide de Bird é sobejamente conhecida e referida em inúmeros estudos e artigos sobre segurança em empresas, e até em ações de formação. É um importante contributo para a Análise de Acidentes na Prevenção. Mas estaremos verdadeiramente a tirar partido do seu potencial? Enquanto técnicos de segurança, conhecemos e sabemos o que fazer para alimentar a base da pirâmide (os quase acidentes ou situações perigosas) mas seremos capazes de o fazer corretamente?

Nos anos 60 do século passado, a Dupont acrescentou um nível na base da pirâmide, ao ter em conta o comportamento das pessoas como possível causa de acidentes (ou até como causa principal). Penso que esta abordagem conduz a um enviesamento da análise, ao tentar encontrar um “culpado”, ficamos satisfeitos quando apontamos a culpa para um motivo, no caso o comportamento humano, mas depois o que fazemos para colmatar esse motivo?

Continue a ler sobre Análise de Acidentes na Prevenção em baixo!

Pirâmide dos acidentes

Se queremos evitar acidentes, ou que as pessoas se magoem, devemos trabalhar os fatores que os causam trabalhando a montante, e não a jusante. Aproveitemos o conhecimento das bases para alimentar o reporte de situações perigosas, criando mecanismos de controlo e atuação para mitigar a ocorrência de acidentes. É essa a forma correta de Analisar os Acidentes com vista à prevenção.

Voltar para o blogue

Deixe um comentário

Tenha em atenção que os comentários necessitam de ser aprovados antes de serem publicados.

Poderá ter interesse em...