Formação Comportamentos Seguros

A maioria dos cursos de higiene e segurança no trabalho tradicionais, aborda a segurança numa perspetiva técnica. Essa componente é necessária, mas não chega para atingir zero acidentes. Vários colaboradores que frequentam formação técnica inicial e várias reciclagens sobre um tema, continuam a agir de forma insegura. Sabem como fazer, mas comportamentalmente não fazem como deviam.

As razões para isto podem ter várias origens:

i) porque têm um incentivo de curto prazo certo (por exemplo: mais conforto ao não utilizar o EPI ou mais velocidade a executar o trabalho de forma insegura) por oposição ao risco de acidente ou doença no trabalho que é de longo prazo e incerto;

ii) porque não sabem avaliar os riscos de forma adequada;

iii) porque a chefia não impõe um standard de trabalho seguro.

A formação de Comportamentos Seguros® é um curso de higiene e segurança no trabalho, mas numa perspetiva comportamental. Pode ser vista como uma formação de autodefesa industrial, para cada pessoa.

Aborda os comportamentos individuais e como estes resultam em acidentes ou previnem acidentes. São transmitidas ferramentas simples, para aumentar o nível de prevenção. Ou seja, o que eu posso fazer, para reduzir a probabilidade de ter um acidente ou prevenir acidentes de outros na minha organização? Sempre com casos práticos e situações diárias para que a assimilação das ferramentas seja imediata por parte dos formandos.

O curso, testado em empresas de diferentes sectores, dirige-se a todos os colaboradores de cada organização. Não distingue quadros superiores de operacionais. Nem distingue departamentos. Como referido anteriormente, este curso de higiene e segurança no trabalho não é técnico, é comportamental. E uma postura cuidadosa e preventiva não distingue hierarquias (apesar de os líderes terem responsabilidades acrescidas) nem departamentos (apesar de departamentos como manutenção terem habitualmente maior nível de risco).

Formação Comportamentos Seguros

Formação Comportamentos Seguros

De forma alinhada com o modelo de transformação organizacional, pretende-se que cada colaborador atinja um ponto comportamental de predisposição para a mudança. Tornando mais fácil a implementação de rotinas que conduzem à alteração de hábitos.

A formação é conduzida com base em 6 focos de conteúdos em que cada um representa um exercício diferente. Cada exercício dirige os formandos para reflexão, através do método pedagógico Interrogativo. Este método formativo é o mais indicado numa situação em que não pretendemos dar conclusões, mas sim promover a quebra de resistência.

A formação é de curta duração, com casos reais da empresa, levando ao despertar de consciência dos colaboradores para o papel ativo na sua segurança. Simultaneamente, desencadear ferramentas formais para prevenção do risco.

Esta formação é dada à globalidade dos colaboradores de determinado espaço fabril (que consideramos uma comunidade). Visto que cada um trabalha em equipa e não individualmente. Assim consegue-se a evolução esperada para comportamentos futuros.

Aprenda como preparar formação de segurança para operacionais num curso com 1 hora de live on-line

Voltar para o blogue

Deixe um comentário

Tenha em atenção que os comentários necessitam de ser aprovados antes de serem publicados.

Poderá ter interesse em...